Produção de Tabaco
Dados do Setor

IMPORTÂNCIA SÓCIOECONOMICA DO TABACO NO SUL DO BRASIL

Importância Sócio-Economica do Tabaco no Sul do Brasil Importância Sócio-Economica do Tabaco no Sul do Brasil

Fonte: Anuário Brasileiro do Tabaco 2015


Diversificação

Atualmente o tabaco é a cultura não alimentícia mais importante do mundo. Apesar disso, a diversificação de culturas nas propriedades brasileiras produtoras de tabaco é incentivada pelo setor como forma de complementar a renda dos produtores. De acordo com dados recentes da Afubra, no Sul do Brasil, 17,6% (2,7 hectares) da área média total da propriedade é utilizada para o cultivo do tabaco. O restante é reservado para outras atividades agrícolas, pecuária, reflorestamento e preservação ambiental. Ainda assim, o tabaco representa 51,4% da renda dos produtores.

Perfil da Propriedade
Área média por propriedade = 15,3 hectares

Perfil da Propriedade

Fonte: Afubra
Safra: 2014/2015

Clique aqui e conheça alguns programas de diversificação promovidos pelo setor.


EXPORTAÇÃO

Desde 1993 o Brasil é líder mundial em exportação de tabaco graças à qualidade e integridade do produto que atende aos mais exigentes padrões internacionais. Em 2014 as exportações alcançaram cerca de 476 mil toneladas.

Maiores exportadores Mundiais

Fonte: Anuário Brasileiro do Tabaco 2015

No ano de 2014 o principal destino do tabaco brasileiro foi a União Europeia, com 42% do volume exportado e em segundo o Extremo Oriente, com 28% das exportações.

Destinos do produto do Brasil

Fonte: Anuário Brasileiro do Tabaco 2015

De acordo com dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comercio Exterior (MDIC) e Secretaria de Comércio Exterior (SECEX), para o Sul do país em 2014, a cultura é uma das atividades agroindustriais mais significativas. No Rio Grande do Sul, a participação do tabaco representou 10,2% no total das exportações.

Participação do Tabaco no Total das Exportações

Destinos do produto do Brasil

Fonte/Source: MDIC/SECEX